domingo, 5 de setembro de 2010

106º

Sabes: Ontem perguntaram-me por ti.
Obrigaram-me a lembrar que tu existias. Como se alguma vez eu me tivesse esquecido.

Passei a noite num sitio que me faz lembrar de ti. Ou será que tudo me faz lembrar de ti?

E quando era já de manhã passei pela rua onde moras. Desde que tudo acabou tenho tendência a evitar passar por lá mas ontem não tive outra alternativa.

Foi inevitável:
Senti um arrepio e em questão de segundos passou-me pela cabeça todos os momentos que passei naquele local, como um flashback.

É um facto:
Tu já não me devias afectar (tanto).
E eu (já) não devia (sequer) pensar em ti.

1 comentário:

Candy disse...

oh querida mas nos nao mandamos no nosso coraçao nao é?...

é impossivel prever esses momentos e mt menos controla-los... ha historia ha momentos ha partilha é impossivel esquece-los a todos sem doer um pouco nao é...

força querida e vais ver que a cada bocadinho k pssar vais ser mais forte pra enfrentar essa pessoa noso olhos e dizer EU TOU BEM E TU É TE DEVIAS SENTIR MAL POR PERDERES ALGUEM COMO EU.... TIVESTE TUDO PRA SER FELIZ, EU TINHA TODA A DISPONIBILIDADE FISICA PSICOLOGICA E EMOCIONAL PRA TE FAZER FELIZ... TU É QUE PERDESTE UMA GRANDE OPORTUNIDADE DE TERES ALGUEM QUE TE QUERIA MESMO BEM.... é nisso que tens de te concentrar... nao és menos k ela, so porque ainda sentes algo... força sim...

beijão...