quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

158º

Hoje vi alguém tão parecida contigo.

Estava no metro, era provável que fosses tu por causa da estação que entrou e daquelsaiu.
Por trás eu ia jurar que eras tu... Os gestos, a forma de andar, o estilo de roupa...

Apenas precisava que olhasse para trás para eu ter a certeza que eras realmente tu.

Enquanto eu tentava decifrar aquela pessoa que ia mesmo à minha frente, os nossos caminhos foram para lados opostos.
Senti um nervoso miudinho por haver a possibilidade de te ver depois de tantos meses.

Nunca chegaste a olhar para trás e eu nunca irei saber se eras mesmo tu.

3 comentários:

Candy disse...

é uma sensação bem estranha :)

compreendo.te bem

beijinho grande :)

espero que estejas bem:)

Filip@ disse...

Candy,
Foi mesmo muito estranho, pela sensação de depois de tantos meses poder voltar a ver essa pessoa, mas no fundo secalhar até foi bom eu não ter chegado a ter a certeza ;)
Como estás querida?

Candy disse...

pois. as vezes é melhor nao vermos mesmo. mas que nos mexe ca dentro mexe :). eu estou com o meu coração mais quente :). espero que o teu esteja bem. e que nao fujas daqui. porque gosto de te ler e de saber como vais :).

beijo doce em ti.

bom domingo querida